quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Que dor de cabeça... Como a Acupuntura e a Medicina Chinesa tratam esta doença tão comum!

A medicina moderna reconhece que a enxaqueca é uma patologia multifatorial, ou seja, pode ter diversas e múltiplas causas. Entre as mais importantes destacam-se fatores genéticos e ambientais como poluição, clima, odores de perfumes ou produtos químicos, sem contar os fatores hormonais e comportamentais – como grau de exigência e oscilação de humor como irritabilidade, ansiedade e depressão – qualidade do sono e, óbvio, hábitos alimentares.

Estima-se que a enxaqueca afete cerca de 20% das mulheres e entre 5 a 10% dos homens. Classificada genericamente como desordem neurovascular, esta doença apresenta dor intensa, pulsante e debilitante na cabeça. Pode apresentar náuseas, vômitos e sensibilidade à luz – fotofobia, e ao som – fonofobia. Pode ser primária – com características próprias e recorrência – ou secundária, quando as dores de cabeça são sintomas de outras doenças como infecções (sinusites, meningites), traumas, tumores, aneurismas, alterações metabólicas ou hormonais.... 



Alguns fatores favorecem o desenvolvimento da enxaqueca como vulnerabilidade genética, estresse, poluição, barulho, odores ou alimentos que contém glutamato monossódico  (temperos), nitratos (carnes processadas como salsicha, salame e hambúrguer), tiramina (queijos e carnes processadas), aspartame ou álcool.
Mudanças hormonais - ovulação, menstruação, pílula anticoncepcional – e irregularidade dos padrões de sono também podem ocasionar enxaqueca, sem contar a falta de cafeína em consumidores freqüentes de café, exercícios pesados em dias quentes ou com baixa umidade, além da obesidade.
O que diz a Medicina Chinesa
Segundo a Tradicional Medicina Chinesa nenhuma, note bem, nenhuma doença ou sintoma acontece ao acaso. Sempre se trata de importante sinal que deve ser devidamente levado em consideração. – O homem tem uma vida desregrada, desrespeita uma série de aspectos como cuidados com a alimentação, falta de exercício, vícios, pensamentos e emoções negativas que, por fim, geram estado patológico que irá expressar-se em uma doença, importante parâmetro para se iniciar um tratamento.
É por isso que nós, acupunturistas e médicos tradicionais chineses, levamos em conta, e com muito respeito, os sinais, sintomas e patologias. Não queremos simplesmente retirar uma dor, pura e simplesmente sem saber qual sua origem. Toda doença é uma comunicação importante e merece o maior cuidado possível.
O meridiano da Vesícula Biliar possui 20 pontos de acupuntura homolaterais – em único lado – na cabeça. Em outras palavras, há 40 pontos de acupuntura desta víscera na cabeça. E, tratando-se apenas dois ou três pontos deste meridiano – no joelho e pé – já se obtém ótimos resultados em tratamentos de cefaléias e enxaquecas.
Lógico que o assunto é vasto e está aqui apenas muito resumido. Quem tiver maior interesse pode acessar meu blog pelo link http://salutis-jcbaldan.blogspot.com.br/2014/02/enxaqueca-e-visao-da-acupuntura-e-da.html e assistir a um programa Salutis – que apresento toda segunda, às 16h ao vivo pelo site www.alltv.com.br – quando tratei especificamente sobre enxaquecas.


Dr. João Carlos Baldan atende, em nível ambulatorial com consultas com preço de R$ 50,00, todas às quartas-feiras, à tarde, na Sociedade Brasileira de Eubiose – SBE. Jornalista, escritor, colaborador do Jornal do Cambuci & Aclimação, Acupunturista pela Associação Brasileira de Acupuntura – ABA possui especialização em Psicopatologia pela USP.
As consultas devem ser marcadas com Eliana, na secretaria do departamento da SBE pelos telefones 3208-9914 e 3208-6699

Confira o programa Salutis sobre enxaqueca clicando aqui....