quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Projeto do Ato Médico, para a Acupuntura, será uma tragédia.

O Dr. Evaldo Martins Leite - médico acupunturista - e eu, João Carlos Baldan, acupunturista não médico, somos frontalmente contra a restrição da acupuntura somente à classe médica conforme preconiza o projeto de lei do Ato Médico. Primeiro porque a metodologia e os princípios da Acupuntura não são apenas....
científicos uma vez que possuem uma explicação mais ampla e irrestrita com abrangência de seu campo de ação baseada na filosofia chinesa e não restrita à ciência ocidental.
Segundo porque existem muito mais acupunturistas não médicos atuando que médicos. 
Neste programa, de março de 2010, Dr. Evaldo Leite lembra que no SUS, entre 2007 e 2008 a procura por acupuntura havia crescido mais de 150%. No final de 2012, esta procura, nos últimos dois anos, chegou a crescer quase 500%. Dado que não tínhamos na época deste programa. 
Ainda neste filme há uma mensagem especial para Arthur Rodrigues Baldan -- meu filho e estudante de Medicina na Escola Paulista de Medicina -- com especial destaque aos conselhos dados aos futuros profissionais, entre eles, a necessidade de estudo permanente e atualização constante, além da humanização contínua.
Confira esta parte da entrevista concedida ao Salutis em março de 2010.



Dr. Martins Evaldo Milk - medical practitioner - and I, João Carlos Baldan, non-medical practitioner, we are totally opposed to the restriction of the medical acupuncture only as recommended by the bill the Medical Act.
First because the methodology and principles of acupuncture are not only scientific since they have a more broad and unrestricted coverage with its field of action based on Chinese philosophy and not restricted to Western science.
Second, because there are more non-medical acupuncturists working doctors.
In this program, March 2010, Dr. Evaldo Milk reminds us that the SUS, between 2007 and 2008 the demand for acupuncture had grown more than 150%. In late 2012, this demand in the past two years, came to grow nearly 500%. Since we did not have the time this program.
Also in this film there is a special message for Arthur Rodrigues Baldan - my son and student of Medicine at School of Medicine - with particular attention to advice given to future professionals, among them, the need for continuous study and constant, continuous addition of humanization .
Check out this part of the interview with Salutis in March 2010.